Se importa mas não tens tempo, quando farás o que importa?


Já te aconteceu estares sempre a pensar e a repetir para ti mesma e para os outros que é importante fazer isto e aquilo, mas nunca mais o fazes? Será realmente importante?


Se importa, mas não temos tempo, quando faremos o que importa? Quando cuidaremos de nós? Que prioridades temos na nossa vida que nos impedem de investirmos em nós? São realmente necessidades?


Ninguém nos dá tempo se não nos dermos tempo a nós próprios. Ninguém investe em nós, se não formos nós a fazê-lo. Tratemo-nos com carinho, e investamos nas nossas reais necessidades. Quais são as tuas?


Mais importante, quando nos respeitamos a nós mesmos a vida começa a fluir. Então, deixo mais algumas questões para refletir:



-Sabemos nós observarmo-nos e respeitarmos-nos?

-Sabemos respeitar as nossas mudanças?

-Sabemos fazer as coisas ao nosso ritmo, respeitando o nosso tempo?

-Sabemos respeitar o nosso corpo e a nossa imagem como ela é, em vez de tentarmo-nos encaixar em padrões sociais difundidos?

-Sabemos aceitarmo-nos como somos para que as mudanças naturais da vida sejam mais leves e não uma luta?


Com Carinho,

Joana Ribeiro