A zona de conforto na imagem também gera desconforto


Quando chegamos ao extremo da zona de conforto (aquele momento em fazemos tudo de forma automática, a rotina é mesma, é tudo fácil e confortável seguro, sem risco nem mudança nenhuma), podemos sentir monotonia, cansaço, irritação, etc.


Podes sentir que precisas de mudar algo, ainda não sabendo o quê, ou tendo medo de arriscar quando sabes, e voltas ao mesmo, ou nem tentas. Ficas desconfortável, porque a mudança é o desconhecido e gera medo e insegurança. Podes até nem perceber que existe uma mudança necessária na tua vida. Aqui entra a importância de pedir ajuda e deixar de lado o "eu sei fazer sozinha".


Dar um passo em frente, implica deixar algo para trás, que por vezes custa, mas faz parte da nossa evolução, da nossa aprendizagem e nos permite entrar numa nova zona de conforto, alargando a visão do nosso pequeno mundo interno.


Na imagem é igual. Também podemos sentir desconforto com o facto de estarmos sempre confortáveis, iguais a todos os dias, sem desafios. Por isso, muitas vezes, quando há um evento novo na nossa vida e mudamos um pouco o visual, sentimos uma mudança aparente, ao sair da rotina, dos hábitos diários na vida e no que vestimos, fazendo-nos sentir de forma diferente, positiva, motivada perante um novo desafio.


Quando sentimos que precisamos mudar a nossa imagem, será relevante percebermos o que precisamos mudar também interiormente, não apenas esperando que algo externo aconteça para que nos faça mudar temporariamente e aparentemente.

Na 4Hands podes descobrir o caminho para o teu equilíbrio através da imagem.


Subscreve a newsletter aqui na página para receberes o conteúdo e as novidades em primeira mão.


Com Carinho

Joana Ribeiro

info@4hands.pt

Posts recentes

Ver tudo

Já imaginaste como a tua imagem pode abrir ou fechar oportunidades na tua vida? Se ainda te dizem ou achas que é futilidade trabalhares a tua imagem pessoal para o teu bem-estar, equilíbrio e maior le